Dinamizar – Formação Ação para PME

DINAMIZAR | Formação-Ação para PME

logo_dinamizar_site

A ACIBA – Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira teve aprovada uma candidatura no âmbito da Competitividade e Internacionalização: Formação-Ação PME | DINAMIZAR, enquanto entidade promotora já com um grupo de empresas inseridas do setor do comércio e dos serviços.

O Projeto Dinamizar, incide sobre os fatores imateriais de competitividade das empresas, tendo como ponto de partida o reconhecimento de que as principais debilidades de que o tecido das micro e pequenas empresas do comércio e serviços sofre, estão relacionadas com a qualificação dos seus ativos e com aspetos organizacionais das mesmas.

Aviso: AVISO N.º 34/SI/2015

Projeto nº: POCI-03-3560-FSE-000026

Programa Operacional: Programa Operacional Competitividade e Internacionalização
Fundo: Fundo Social Europeu
Tipologia da operação: Formação-Ação para PME
Organismo Intermédio: CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

Entidade Promotora: ACIBA- Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira

Entidades Beneficiárias: Micro, Pequena e Médias empresas

Custo Total Elegível: 221.064,75€

Comparticipação FSE: 156.144,09€

O projeto de formação-ação que a seguir se apresenta está integrado no Sistema de Incentivos – Projetos Conjuntos, Formação-Ação FSE do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI), Qualificação das PME.
Tem como objetivo específico intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas, através de:
– Aumento da qualificação específica dos trabalhadores em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização das empresas,
–  Aumento das capacidades de gestão das empresas para encetar processos de mudança e inovação,
–  Promoção de ações de dinamização e sensibilização para a mudança e intercâmbio de boas práticas.
O presente projeto tem como Organismo Intermédio a CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal e denomina-se – “Dinamizar”.
A estrutura de intervenção deste projeto, incide sobre os fatores imateriais de competitividade das empresas e tem como ponto de partida o reconhecimento de que as principais debilidades de que enferma o tecido das micro e pequenas empresas do comércio e dos serviços estão relacionadas com a qualificação dos seus ativos e com aspetos organizacionais das mesmas.

Micro, Pequenas e Médias Empresas (de acordo com a Recomendação nº 2003/361/CE de 6 de Maio) com:
– Dimensão até 100 colaboradores;
– Atividade nas Regiões Norte, Centro e Alentejo;
– Aplicação e cumprimento de regra de auxílios de minimis.

O modelo de intervenção está dividido em três fases distintas:

1º Fase: Elaboração do diagnóstico e plano de ação na área temática:
– Desempenho Organizacional e Recursos Humanos;

2ª Fase: Execução do plano de ação
– Consultoria formativa individualizada;
– Formação em sala.

3ª Fase: Avaliação de desempenho

 

Carga horária/tipologia da empresa:

  Micro empresa Pequena empresa Média empresa
Horas de formação

66

80

90

Horas de consultoria

100

120

135

  Formação Consultoria Formação Consultoria Formação Consultoria
Número de participantes/formandos por empresa

3

2 6 3 8

3

A – O projeto conjunto de formação-ação prevê um acordo de pré-adesão das empresas fixado nos seguintes termos:

– Tipo de projeto e sua descrição;
– Regime legal do financiamento que enquadra a iniciativa;
– Condições a preencher pelas empresas e pelos projetos;
– Declaração que ateste que na formação-ação não se incluirão ações de formação obrigatórias para cumprir as normas nacionais em matéria de formação;
– Prazo de apresentação de candidatura;
– Custo total do projeto a suportar por cada empresa participante;
– Condições de comparticipação das empresas participantes nos custos do projeto;
– Obrigações em que as empresas incorrerão no desenvolvimento de projetos.
B – Registo da empresa no Balcão 2020
C – Condições de Elegibilidade da Empresa

 

Condições de Elegibilidade Evidência
1. Ser micro, pequena ou média empresa (até 100 trabalhadores) Certidão PME (site do IAPMEI)
2. Região: Norte, Centro e Alentejo Certidão Permanente
3. Setor de Atividade – Comércio e Serviços
4. Ter situação Regularizada com a Segurança Social e as Finanças Certidões de Não Dívida
5. Obedecer à regra de Auxilio Minimis dos apoios concedidos – não pode exceder 200.000€ durante um período de três exercícios financeiros ___
6. Declaração que ateste que na formação-ação não se incluirão ações de formação obrigatórias para cumprir as normas nacionais em matéria de formação Declaração
7. Entrega de Acordo de Pré-Adesão e documentação obrigatória Acordo de Pré-Adesão
8. Garantir o pagamento de 10% do valor total do projeto
rodape_dinamizar