Artigo

Fórum UECPLP

A ACIBA – Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira está presente no VI Fórum da União de Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – UECPLP, que terá lugar nos dias 22 e 23 de Setembro de 2017 em Vila Real.

Esta iniciativa pretende constituir uma verdadeira plataforma de negócios e de cooperação, geradora de condições para a criação e consolidação de um espaço permanente de apoio à atividade ao empresariado lusófono, estimulando trocas comerciais e a internacionalização.

A forte identidade, relações privilegiadas e presença crescente de empresas do mercado CPLP, justificam uma aposta no estabelecimento de parcerias empresariais, aproveitando sinergias e potencialidades existentes em cada país.

O Fórum terá as vertentes empresariais, institucionais e culturais, representativas dos diferentes segmentos do mercado CPLP e é constituído por quatro eixos principais:

– Seminários Temáticos por País;

– Reuniões B2B;

– Grande Conferência “CPLP: Um mundo de oportunidades de negócio.

– Espaço Mostra (empresarial e cultural).

Destinado a empresários de diversos setores de atividade, entidades oficiais e públicas e às mais diversas instituições associativas e organizações, este Fórum da União de Exportadores da CPLP irá demonstrar a força incontornável desta comunidade e os objetivos que pretende materializar, representados por uma génese comum: a criação de novas oportunidades de negócio no espaço da CPLP.

A ACIBA estará presente com espaço próprio, onde estarão representadas empresas e 3 municípios.

Empresas:

ADEGA RAMA
SOCIEDADE AGRÍCOLA BOAS QUINTAS
MEASINDOT – ENGINEERING LDA
CONSULSET – CONSULTADORIA E MARKETING, S.A.
PRIOR LUCAS, LDA
PROFIFORMA-GABINETE DE CONSULTADORIA E FORMAÇÃO
LUIS SILVA, PUBLICIDADE E DESPORTO
QUINTA DO CARVALHINHO
ELÉCTRICA DO CERTOMA

 

Municípios:

Câmara Municipal da Mealhada

Câmara Municipal de Mortágua

 

Para informações contacte-nos:
geral@aciba.pt
231 201 606

Combate às Desigualdades

No próximo dia 19 de Julho 2017 , quarta-feira, irá realizar-se a ação Roteiro para a Cidadania em Portugal, sob a temática Combate às Desigualdades –  com foco na inclusão no mercado de trabalho de pessoas portadoras de deficiência e/ou pessoas com orientação sexual diversa assumidas.

A ação é apoiada pela Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade.

Terá a duração de um dia , distribuído de acordo com a seguinte planificação:

 

Manhã:

Pampilhosa

Local atividade – Entre a extensão de saúde e mercado, ação de rua junto de comerciantes e população em geral. A carrinha da Cidadania em Portugal estará sediada no Largo do Garoto.

Horário – 10h30 e as 12h30m

 

 

Tarde:

Mealhada

Local atividade – Ações de Rua na área comercial Quinta da Nora, junto de comerciantes, crianças das Aventuras de Verão e população em geral. A carrinha da Cidadania em Portugal estará sediada no Jardim Municipal, junto do monumento dos Combatentes do 25 de Abril.

Horário – 14h30 e as 17h00m

Sessão do Programa Capitalizar

Sessão do Programa Capitalizar – 29 de junho, 17h00, Conservatório de Música de Coimbra

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e o Presidente do CEC – Câmara de Comércio e Indústria do Centro, José da Silva Couto, têm a honra de convidar V. Exa. para a sessão do Programa Capitalizar, dedicada à divulgação das medidas e apoios disponíveis às empresas.
O evento realiza-se no dia 29 de junho, às 17h00, no Auditório do Conservatório de Música de Coimbra*.

A participação nesta sessão é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia aqui.
Agradece-se confirmação da presença até às 13h do dia 28 de junho

 

Programa
17h00 Abertura
Presidente do CEC/CCIC, José Silva Couto

 

17h15 Apresentação do Programa Capitalizar e estado de execução das medidas
Presidente da Estrutura de Missão para a Capitalização das Empresas, José António Barros

 

17h45 Debate e Questões da Audiência

 

18h45 Encerramento
Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral

SI2E – Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego
SI2E

16 MAI | 18h00 | Ninho de Empresas .

Mais informações e inscrições em:
Gabinete de Apoio ao Empreendedor da C M Mortágua
Ninho de Empresas de Mortágua
Rua da Gandarada, nº 39
3450-133 Mortágua
Tel. 231927030
gde@cm-mortagua.pt | ninho.empresas@cm-mortagua.pt

No seguimento da publicação da Portaria 105/2017 de 10 de Março, que cria o Sistema de Incentivo ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E) com o objectivo de apoiar investimentos de criação, expansão ou modernização de micro/pequenas empresas, bem como o emprego e no âmbito do Aviso de Abertura do Concurso, a Câmara Municipal de Mortágua, convida todos os interessados a participar na Sessão de Divulgação do Sistema de Incentivo ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E) que irá decorrer no próximo dia 16 de maio, pelas 18 horas, no Ninho de Empresas de Mortágua e que será dinamizada em parceria pela ADICES e pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

Empreendedorismo SI 2E – CIM Região de Coimbra

http://www.centro.portugal2020.pt/Concursos/CENTRO-M7-2017-08.zip?versao=2
Empreendedorismo SI 2E – GAL ADICES

http://www.centro.portugal2020.pt/Concursos/CENTRO-M8-2017-15.zip?versao=0

A transferência de tecnologia e a articulação das empresas com a universidade e os centros de investigação

18 MAIO 2017 | 14h30

 

Programa

14:30 – A Inovação e a Transferência de Conhecimento

Jorge Figueira, Divisão de Inovação e Transferências do Saber, Universidade de Coimbra

15:15 – Casos de Sucesso de Articulação de Empresas com a Universidade e os Centros de Investigação

João Bernardo Parreira, Book in Loop
Paulo Caridade, Prime Layer

Por questões logísticas, solicitamos que confirme a sua presença através do link: https://goo.gl/forms/ve8ZYIwgvE8wXXG42

SESSÃO DE DIVULGAÇÃO – 10 Maio Penacova

Objetivo: Dar a conhecer os incentivos disponíveis no âmbito do Portugal 2020 (PDR2020, MAR2020,

Centro2020) integrados nas Abordagens Territoriais Integradas:

  • Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dinamizada localmente no âmbito do
  • DLBC/Rural LEADER AD ELO (abordagem LEADER) e DLBC/Costeiro Mondego Mar Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial (EIDT) dinamizada pela Comunidade Intermunicipal (CIM) CIM / região Coimbra

Destinatários:

GAL AD ELO
CIM / RC
Representantes dos Municípios
Agricultores e suas organizações
Empresários e suas organizações
Desempregados e pessoas à procura do 1º emprego
Empreendedores locais

 

Local: Penacova (Auditório das Piscinas)
Data: 10 de maio de 2017
Programa da Sessão:

10:30 – Sessão de Abertura
(Presidente do Município)

1ª Parte

10:45 – DLBC/Rural LEADER AD ELO: Apresentação das Medidas PDR 2020/Avisos 2017
11:00 – DLBC/Rural LEADER AD ELO: PDR 2020/Concursos 2016

2ª Parte

11:30 – “Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego – (SI2E) Intervenção GAL (DLBC)
12:00 – “Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego – (SI2E) Intervenção CIM (Pacto de Desenvolvimento Territorial)
12:30 – Debate/Perguntas/Esclarecimentos.

CONTATOS PARA INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS:
AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego
Rua António Lima Fragoso, 22
3060-216 CANTANHEDE
Telf. 231 419 550 / Fax: 231 419 559
Mail: geral@adelo.pt /Web: www.adelo.pt

Incentivos à criação e expansão de micro e pequenas empresas.

Próximo Ciclo de Conferências, que se realizará no próximo dia 5 de maio, às 16:00, no Espaço Inovação Mealhada, e terá como objetivo dar a conhecer os Sistemas de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego (SI2E) geridos pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e pelo Grupo de Ação Local âmbito da implementação das estratégias do DLBC/Rural LEADER AD ELO, e que se destinam a apoiar investimentos de criação, expansão ou modernização de micro e pequenas empresas.

PROGRAMA

16:00 Sessão de Abertura
Município de Mealhada

16:15 As medidas do PDR 2020 e os Avisos para 2017 no âmbito da implementação das estratégias do DLBC/Rural LEADER AD ELO
Mário Fidalgo, AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

16:45 O Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E) de intervenção dos GAL no âmbito das estratégias do DLBC/Rural LEADER AD ELO
Mário Fidalgo, AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

17:15 SI2E – Sistemas de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra
Jorge Brito, Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC)17:45 Perguntas e esclarecimentos

18:00 Encerramento

Por questões logísticas, solicitamos que confirme a sua presença através do link: https://goo.gl/forms/ve8ZYIwgvE8wXXG42

Jornadas Árabes – Memórias Árabe-Islâmicas, Diálogo entre Civilizações
JPG_f6a8b4da2c925bbd79f373053987fb82

A Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa (CCIAP) irá organizar nos próximos dias 17 e 18 de Maio, a 3ª Edição das Jornadas Árabes intitulada: “Memórias Árabe-Islâmicas, Diálogo entre Civilizações”.

Sob O Alto Patrocínio e Presença de Sua Excelência O Presidente da República Portuguesa, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, em estreita colaboração com a União das Câmaras Árabes, a Liga dos Estados Árabes e as Embaixadas Árabes acreditadas em Portugal e, à semelhança das Jornadas organizadas em 1997 e em 2002, pretende-se dar continuidade e ênfase à Herança Árabe-Islâmica na Península Ibérica, fomentando ainda um maior intercâmbio entre as Civilizações.

O primeiro dia destas Jornadas, 17 de Maio, será reservado à realização de um Colóquio no Auditório do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa, com a ilustre Presença e Participação de Sua Excelência O Presidente da República Portuguesa, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, e de Altas Individualidades da vida política, académica e cultural de Portugal, dos Países Árabes e de Espanha.
Estão previstas para o segundo dia, 18 de Maio, visitas guiadas a Lisboa e Sintra, nas quais se pretende ressaltar alguns dos legados e vestígios urbanísticos e outros testemunhos da presença Árabe em Portugal.

OBJECTIVOS:

Estas Jornadas Árabes têm por objectivo:

  • O Incremento e consolidação das relações de cooperação e de amizade entre Portugal e os 22 Países da Liga dos Estados Árabes;
  • O Reforço do intercâmbio cultural;
  • A Promoção das relações entre Portugal e os Países Árabes;
  • Dar a conhecer melhor as realidades culturais e sociais Árabe-Islâmicas;
  • Dar a conhecer as influências Árabe-Islâmicas na cultura Ibérica, ressaltando a convivência multisecular entre Portugueses e Árabes;
  • Dar a conhecer o legado resultante desse contacto, cujos vestígios se reflectem em áreas tão distintas como a língua, literatura, música, arquitectura, gastronomia, costumes e contributos técnico-científicos.

 

TEMAS:

O primeiro dia será consagrado ao Colóquio, com a ilustre participação de Altas Individualidades, Instituições, Entidades e Personalidades da vida política, académica e cultural de Portugal, dos Países Árabes e de Espanha, onde serão focados, nas várias Sessões, temas directamente afectos ao Legado Histórico, Cultural e Civilizacional Árabe-Islâmico, a Herança do Povo Árabe na Península Ibérica, os Contributos para a Sociedade actual, entre outros de elevado relevo para a compreensão dos objectivos pretendidos.

PARTICIPANTES:

Este importante Evento está aberto a todos aqueles que pretendam alargar o seu conhecimento sobre as temáticas a serem abordadas, e que visam o diálogo e debate entre os vários Intervenientes, bem como a demonstração do legado Árabe-Islâmico na Península Ibérica, sendo dirigido à Sociedade Civil em geral, Portuguesa, Árabe e Espanhola, destacando-se:

  • Instituições Públicas e Privadas para o Conhecimento e Cultura;
  • Universidades, Faculdades, Institutos;
  • Instituições de Ensino;
  • Comunidades Académicas e Científicas;
  • Entidades Municipais;
  • Federações e Câmaras de Comércio, Indústria, Agricultura e Serviços dos Países Árabes;
  • Organizações e Associações Empresariais e Sectoriais Portuguesas e Árabes;
  • Autoridades para o Desenvolvimento e Investimento, Árabes e Portuguesas;
  • Estudantes e Pessoas Singulares;
  • Entidades e Empresas que pretendam a promoção e expansão de conhecimentos.

 

A HERANÇA:

A história de um país é simultaneamente inspiração e origem da sua identidade e da sua cultura. A história de Portugal, com cerca de 9 séculos, é reconhecidamente das mais ricas, mas resulta, ela própria, de interacções e convivências com outros povos e, frequentemente, em outras latitudes.

Com 5 séculos de presença Árabe em Portugal, o seu legado é justamente reconhecido, não apenas como um dos mais relevantes no curso da história Portuguesa, mas também como tendo um impacto visível e actual nos mais diversos domínios da sociedade Portuguesa.

Para além da nomenclatura de regiões, cidades e aldeias, esse impacto é, ainda hoje, visível em áreas tão distintas como a língua, literatura, música, arquitectura, gastronomia, costumes e contributos técnico-científicos.

Desde unidades de peso e medida, como arroba ou alqueire, à incontornável presença do Árabe na língua Portuguesa.

De igual forma, não é possível ignorar o impacto da Arte Islâmica na arte e arquitectura Portuguesas, especialmente no que refere às artes decorativas como o azulejo ou a louça, sendo o azulejo um legado Árabe-Islâmico em Portugal.

Na arquitectura, a influência Árabe-Islâmica está presente não tanto na forma das construções, mas na adopção das técnicas de construção, de funções e de volumes na elevação de edifícios, sendo alguns exemplos em Portugal fruto desta influência.

Convém ainda salientar a importância que esta herança teve em técnicas de pesca, agricultura e comércio.

A LÍNGUA

Uma das maiores e indeléveis heranças Árabe-Islâmicas na cultura Portuguesa é sem dúvida na sua língua, onde subsistem inúmeros vestígios Árabes. Apesar de normalmente se referir a existência de cerca de 1.000 substantivos/vocábulos de origem Árabe no Português, sabe-se hoje, que esta é uma avaliação que não faz jus ao real. O Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa, de Adalberto Alves, avaliou em mais de 18.000 os termos de origem Árabe na língua Portuguesa, com amplo impacto ao nível gramatical, incluindo não só inúmeros substantivos, mas também adjectivos, verbos, entre outros.

LITERATURA

Sabendo-se que a literatura é por excelência um reflexo e simultaneamente um veículo de cristalização histórica, linguística e cultural, a profunda influência Árabe-Islâmica está enraizada e evidenciada em obras de muitos dos principais expoentes da literatura Portuguesa. Esta influência percorreu diversas épocas e correntes literárias, e pode ser sentida em obras de autores como Antero de Quental, Fernando Pessoa, entre diversos outros. Como refere Adalberto Alves: ”E sem o sentimento de saudade, herdado do nasib [destino] da qasida [poesia] Árabe, de raiz beduína, que seria feito do nosso lirismo? Que Camões seria possível? A este respeito, e bem, Fernando Pessoa afirma expressamente que nós somos um povo Romano-Árabe porque foram os Árabes que nos educaram. E Antero de Quental acrescenta, não o esqueçamos, filia a nossa decadência na expulsão dos Árabes.”

COSTUMES

Muitas das tradições e costumes mais enraizados na sociedade Portuguesa são originários na convivência Árabe, cobrindo os diversos aspectos da arte e cultura nacional, passando pelo artesanato, tapeçaria, artes decorativas, entre outros. É assim evidente, como a convivência multisecular com o povo Árabe enriqueceu o que, com o tempo, se viriam a tornar traços distintivos e “genuínos” da cultura Portuguesa.

MÚSICA

Na música, existe uma herança Árabe, quer no que respeita aos instrumentos, quer na inspiração de géneros musicais incontornáveis no panorama musical Português. Assim, por um lado, muitos dos mais relevantes instrumentos musicais, ainda hoje usados, como o violino, o alaúde, a gaita, o adufe, ou a própria guitarra Portuguesa, derivam de instrumentos Árabes.
De forma mais visível, o fado, elemento central na identidade cultural Portuguesa, tem raízes na tradição musical Árabe.

CONTRIBUTOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS

É hoje amplamente reconhecido o impacto da aprendizagem Árabe-Islâmica no estudo e produção científica. Desde logo, um dos pontos mais evidentes é a numeração utilizada, que foi deixada pelo povo Árabe. Talvez menos lembrado é o facto de a evolução científica em muito ter beneficiado, de forma directa, da tradução de obras científicas pelos povos Árabes, desenvolvendo áreas tão díspares como a química, medicina, astronomia, geografia ou a matemática.

As consequências deste contributo técnico-científico foram claras e podem ser retratadas em algumas áreas especialmente evidentes.

A agricultura beneficiou muito com a presença Árabe-Islâmica. Com a introdução de novas técnicas de regadio puderam cultivar legumes e plantar árvores de fruto. Para além de darem a conhecer processos de rega, também generalizaram o uso de moinhos de vento. Introduziram novas culturas que ainda hoje existem nos campos Portugueses: laranjeira, limoeiro, amendoeira, figueira, alfarrobeira e meloeiro, tendo também desenvolvido o cultivo da oliveira.

Sublinhe-se ainda, a relevância que a herança Árabe teve nos descobrimentos Portugueses, com o seu legado nas ciências de navegação, fundamentais na descoberta de novos mundos para Portugal.

GASTRONOMIA

Na gastronomia, a influência Árabe teve impacto directo na agricultura e dieta mediterrânica que, ainda hoje, é pilar em Portugal, tendo sido responsável pela introdução de produções agrícolas como as árvores de fruto, arroz, oliveira ou a videira, bem como técnicas de regadio.
Entre muitos outros exemplos, o resultado da convivência entre os povos é muito evidente na gastronomia tradicional do Alentejo ou na do Algarve.

ARTE E ARQUITECTURA

Na arquitectura foram adoptadas várias soluções e técnicas construtivas para a resolução de problemas de ordem estrutural dos edifícios, como as arcadas em capitéis, as paredes em taipa, ou os arcos em ferradura, alguns ainda hoje existentes em locais como Elvas, Faro ou Mértola. Por outro lado, elementos das artes Islâmicas, como os arabescos, ou o revestimento de superfícies a azulejo e mosaico, são facilmente identificáveis na arquitectura de inúmeras habitações e edifícios.

Áreas como o urbanismo, a arquitectura, a cerâmica, ou outros objectos de uso diário, foram campos artísticos muito desenvolvidos na arte Islâmica. Todos estes, são ainda hoje visíveis em Portugal, fazendo parte da cultura e identidade Portuguesas, como disso é exemplo a ornamentação das superfícies ou elementos decorativos como os adornos em estuque trabalhado.

programa
Inovação em Atividades Artesanais 
Para abordar a questão da aposta na inovação como condição essencial para o sucesso comercial de atividades artesanais e apontar possíveis caminhos para conciliar tradição e inovação, nesta sessão teremos connosco Ana Cristina Mendes e João Amaral do CEARTE, Centro de Formação Profissional do Artesanato, e a artesã Estela Melo, que nos dará a conhecer o projeto Ovelha Mãe, uma marca de artesanato português de produtos 100% em lã.

 

17:00 – Inovação em Atividades Artesanais.
Ana Cristina Mendes e João Amaral do CEARTE – Centro de Formação Profissional do Artesanato

17:40 – Ovelha Mãe, um caso de artesanato e design 100% português.
Estela Ribeiro de Melo, Ovelha Mãe

INSCRIÇÃO

Inscrição gratuita, limitada ao número de lugares disponíveis.

Faça já a sua inscrição e reserve o seu lugar.

APOIOS TÉCNICOS E FINANCEIROS AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

A ACIBA, em parceria com a Câmara Municipal da Mealhada realizou no dia 30 de Março, pelas 14h30 a Conferência – APOIOS TÉCNICOS E FINANCEIROS AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO, no Espaço Inovação da Mealhada.

Esta conferência contou com a presença da Camara Municipal da Mealhada e a ACIBA na sessão de abertura, seguindo-se a apresentação dos Programas de Apoio à Criação do Próprio Emprego do IEFP e as Soluções de Apoio ao Empreendedorismo do Crédito Agrícola. Pelas 15:30 foi apresentado o Projeto INOVStart, promovido pela ACIBA.

Houve ainda lugar a apresentação de Casos de Sucesso Locais ao nível do empreendedorismo, encerrando com um debate aberto ao publico sobre os temas apresentados.

 

14h30 Sessão de Abertura

Câmara municipal da Mealhada

ACIBA – Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Agueira

14h50 Programas de Apoio à Criação do Próprio Emprego do IEFP, I.P.
Paulo Santos, Serviço de Emprego de Coimbra

15h10 Soluções de Apoio ao Empreendedorismo do Crédito Agrícola
Pedro Silva, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Bairrada e Aguiera, CRL

15h30 INOVSTART, Projeto de Promoção do Espirito Empresarial
Alexandre Cardoso, Consulset – Consultoria e Marketing S.A.

15h50 Casos de Sucesso Locais

16h20 Encerramento